Twitter diz que só verificados poderão usar o TweetDeck, que permite monitorar a rede social

Twitter diz que só verificados poderão usar o TweetDeck, que permite monitorar a rede social

Ferramenta oferece mais recursos para acompanhar o que é publicado na plataforma. Com mudança que entra em vigor daqui a 30 dias, será preciso ter conta verificada por relevância ou por assinar o Twitter Blue. TweetDeck
Reprodução/Twitter
O Twitter anunciou nesta segunda-feira (3) que usuários deverão ter contas verificadas para acessar o TweetDeck, ferramenta que oferece recursos adicionais na rede social. A mudança começa a valer daqui a 30 dias.
Com isso, o serviço estará disponível somente para perfis que têm o selo de verificado por conta de sua relevância na plataforma ou que assinam o Twitter Blue, versão paga da rede social que custa R$ 42 por mês.
O TweetDeck existe desde 2009 e foi comprado pelo Twitter em 2011. O serviço permite monitorar o que repercute na rede social, o que é útil especialmente para empresas.
A plataforma também atualizou o visual do TweetDeck, que agora suporta recursos como o Spaces e enquetes. A funcionalidade de Equipes, com a qual pessoas podem controlar uma conta com suas próprias senhas, está indisponível e voltará a ser oferecido nas próximas semanas.
A decisão de cobrar pelo TweetDeck pode trazer um aumento de receita para o Twitter, que tem lutado para reter a receita de publicidade sob o comando do bilionário Elon Musk.
A mudança acontece dois dias após o Twitter anunciar um limite temporário para a leitura de posts. As contas não verificadas poderão ler até 1.000 tuítes diariamente, enquanto as contas verificadas, seja por relevância ou por pagarem o Twitter Blue, terão acesso a até 10.000 posts diários.
LEIA TAMBÉM:
O que o ChatGPT tem a ver com o limite anunciado por Musk no Twitter?
O que mudou no Twitter desde que Elon Musk comprou a empresa?
‘Vou ter que trabalhar’: usuários debocham de limite decretado por Elon Musk

FONTE G1

tecnologo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *