Tela de 2 polegadas e imagens coloridas: como era o primeiro celular com câmera da história

Tela de 2 polegadas e imagens coloridas: como era o primeiro celular com câmera da história

Kyocera Visual Phone VP-210 foi apresentado em 1999, em Tóquio, no Japão. O aparelho permitia tirar até 20 selfies de apenas 0,11 megapixels de resolução e fazer videochamadas com amigos e familiares. Kyocera VP-210, primeiro celular com câmera do mundo.
Reuters e Kyocera
O primeiro celular do mundo foi revelado nos anos 70. Ele, porém, não tinha tela, não tirava fotos, era pesado e custava caro. Com o passar do tempo, a coisa foi mudando e, nos anos 1990, o Japão revelou o Kyocera VP-210, considerado o primeiro celular com câmera do planeta.
Também conhecido como Visual Phone VP-210, o dispositivo tinha apenas uma lente frontal, além de botões físicos e uma tela colorida bem pequena.
Japão: país se tornou referência em tecnologia de áudio e imagem
Celulares mais feios da história: veja 12 modelos de visual polêmico
Segundo a agência Reuters, o aparelho foi mostrado ao mundo pela primeira vez em 17 de maio de 1999, em Tóquio. Durante uma coletiva de imprensa, a Kyocera apresentou o que seria um novo sistema de telefone pessoal, que transmitia e recebia imagens coloridas.
O objetivo era colocar o produto nas lojas do Japão no final de julho daquele ano. Confira as principais características:
📱 O VP-210 tinha uma tela LCD colorida de apenas 2 polegadas. Para se ter ideia, os celulares modernos, que não têm mais teclado físicos, saem de fábrica com tela entre 5 e 7 polegadas;
🎥 Ele transmitia imagens em tempo real a uma taxa de cerca de 2 quadros por segundo – o iPhone, por exemplo, pode filmar em até 60 quadros por segundo;
📂 Armazenava até 20 imagens em JPEG (abreviação para Joint Photographic Experts Group), formato de imagem que surgiu no fim dos anos 80 quando fotógrafos começaram a usar câmeras digitais, e que é usado até hoje;
📸 Produzia imagens de 0,11 megapixel (MP) de resolução, segundo a BBC – o iPhone 14 Pro pode tirar fotos com até 48 megapixels;
🖼️ O VP-210 podia enviar e receber e-mails com imagens. Era possível mandar as fotos para um computador ou a outros dispositivos eletrônicos da época;
🤑 No lançamento, ele foi anunciado por 40.000 ienes, cerca de R$ 1.388 na cotação atual.
Em entrevista à CNN americana, o então executivo de marketing da Kyocera, Hajime Kimura, afirmou naquele ano que “as pessoas poderiam usar o telefone não apenas para falar visualmente com seus colegas. Ele também seria útil para fins profissionais”.
“Por exemplo, se um construtor leva esse telefone para um local em construção, ele pode mostrar como é o lugar para as pessoas na sede usando esse telefone. Assim, eles podem fazer negócios verificando a situação em tempo real”, completou.
“O VP-210 surgiu durante o auge das câmeras digitais. Ele nasceu em um momento em que a indústria japonesa estava muito ativa, principalmente no setor de câmeras”, diz ao g1 Marcelo Zuffo, professor e coordenador do centro interdisciplinar de tecnologias interativas da USP.
“Comparado com as imagens de hoje, ele tinha uma resolução para lá de sofrível. A tecnologia de internet também não tinha chegado aos celulares. Estávamos no 2G e começando a falar de 3G. Ele usava um protocolo específico e primitivo, uma variação do SMS”, diz Zuffo.
Samsung e Sharp também tiveram destaque
Apesar de a Kyocera ser a pioneira, outras empresas se destacaram na corrida dos primeiros celulares com câmera. Em 2000, a sul-coreana Samsung lançou o SCH-V200, um telefone que era equipado uma câmera de apenas 0,3 megapixel.
Assim como o VP-210, o Samsung permitia armazenar até 20 fotos, segundo a empresa. As imagens podiam ser conferidas na tela LCD de 1,5 polegada ou transferidas para um computador usando um cabo.
Também apresentado em 2000, outro celular que marcou o setor foi o Sharp J-SH04. Ele tinha um sensor fotográfico de 0,11 MP e as imagens podiam ser enviadas a familiares e amigos por meio de e-mail.
Em seu site, porém, a Sharp defende que o J-SH04 foi o “primeiro telefone móvel equipado com câmera da indústria”, colocando ainda mais lenha na fogueira nessa discussão.
Mas no fim, esses aparelhos deram a direção para onde a indústria de celulares tinha que seguir, analisa o professor Marcelo Zuffo.
Visual Phone VP-210 é o primeiro celular com câmera
Divulgação/Kyocera
LEIA TAMBÉM:
Duelo de celulares dobráveis: Moto Razr 40 Ultra x Galaxy Z Flip4
Como ‘reeducar’ o algoritmo das redes sociais para ver menos dancinha
VÍDEO: ‘disco voador’ criado na China faz primeiro voo

FONTE G1

tecnologo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *